Sexta-feira, 22 de Julho de 2011

A Cidade do Sonho

 


 

 

 

 

Sofres e choras? Vem comigo! Vou mostrar-te
O caminho que leva à Cidade do Sonho...
De tão alta que está, vê-se de toda a parte,
Mas o íngreme trajecto é florido e risonho.

Vai por entre rosais, sinuoso e macio,
Como o caminho chão duma aldeia ao luar,
Todo branco a luzir numa noite de Estio,
Sob o intenso clamor dos ralos a cantar.

Se o teu ânimo sofre amarguras na vida,
Deves empreender essa jornada louca;
O Sonho é para nós a Terra Prometida:
Em beijos o maná chove na nossa boca...

Vistos dessa eminência, o mundo e as suas sombras,
Tingem-se no esplendor dum perpétuo arrebol;
O mais estéril chão tapeta-se de alfombras,
Não há nuvens no céu, nunca se põe o Sol.

Nela mora encantada a Ventura perfeita
Que no mundo jamais nos é dado sentir...
E a um beijo só colhido em seus lábios de Eleita,
A própria Dor começa a cantar e a sorrir!

Que importa o despertar? Esse instante divino
Como recordação indelével persiste;
E neste amargo exílio, através do destino,
Ventura sem pesar só na memória existe...

Autor: António Feijó

 

 

 

 

 

 

tags: ,
publicado por Súh (My Secret) às 13:25
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De isabelsushi a 23 de Julho de 2011 às 16:48
Muito lindo!
Parabéns... Beijinhos
De Súh (My Secret) a 24 de Julho de 2011 às 13:25
Muito Obrigada (:

Beijokas Adoro-te
De poetazarolho a 23 de Julho de 2011 às 21:00
“Olhar derradeiro”

Tu que tens os deuses dentro
Sabes que viver vale a pena
Que o entusiasmo é epicentro
Da mudança que nasce serena

Rejeitas a mesquinhez actual
Das verdades feitas a pedido
Que querem mostrar só o mal
Te prendem à vida sem sentido

Olhas este circo em teu redor
Cada dia uma pirueta diferente
Oferecida pelos malabaristas

É necessário outro circo melhor
Que este está velho e decadente
Constrói o novo, nunca desistas.


Inspirado em,
http://www.youtube.com/watch?v=mdY64TdriJk
De poetazarolho a 26 de Julho de 2011 às 00:31
“A besta”

Entre o bicho e o homem
Vai uma distância enorme
Os bichos matam e comem
Homem mata sem ter fome

Homem mata só por prazer
Até mesmo o seu semelhante
E grita na hora do ver morrer
Esta é uma vitória retumbante

Este homem é mais que bicho
Mata, destrói e canta vitória
É uma aberração da natureza

Filho de Deus, satanás ou lixo?
Muitos houve ao longo da história
Encarnações da besta com certeza.
De poetazarolho a 27 de Julho de 2011 às 23:52
“Lança-chamas”

Todos os gritos são nossos gritos
Mas é mais fácil não o reconhecer
Enquanto são os outros os aflitos
E quando formos nós a perecer?

Não haverá ninguém pr’a acudir
No momento dessa nossa aflição
Porque já ninguém estará a ouvir
Que nos restará como solução?

Enquanto tempo ainda nos resta
Demonstremos a nossa indignação
Enchamos bem os peitos de ar

Vamos mostrar a quem não presta
Como é um mundo em combustão
Com o lança-chamas vamos gritar.

Comentar post

.mais sobre mim

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Quantas pessoas já visitaram o meu blog?

estatisticas gratis
Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

.Quem está a ver o meu blog?


888 ladies | Free counter | casinos online | LAS VEGAS CASINOS | mt4

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011